/  Artes Visuais   /  Audaxviator – O Livro

Audaxviator – O Livro

AUDAXVIATOR
Uma edição Carmo’81, a partir do texto original de Afonso Cruz, criado para a residência artística de teatro apresentada por Rui Souza e Daniela Marques na Igreja da Misericórdia, no dia 22 de Junho. As ilustrações são da autoria de Jaime Raposo.
Uma reflexão sobre a solidão, para ler e contemplar.

Texto — Afonso Cruz
AFONSO CRUZ
Nasceu em julho de 1971, na Figueira da Foz e haveria, anos mais tarde, de viajar por mais de 60 países. Frequentou a Escola António Arroio, a Faculdade de Belas-Artes de Lisboa e o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira. Em 2008,publicou o seu primeiro romance, A Carne de Deus — Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites, ao qual se seguiria, em 2009, Enciclopédia da Estória Universal, galardoado com o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco. Em 2011,publicou Os Livros Que Devoraram o Meu Pai (Prémio Literário Maria Rosa Colaço, Finalista do Prémio Fundação Cuatro Gatos 2016, selo “Altamente Recomendados 2017. da Fundación para el Fomento de la Lectura, Fundalectura na Colômbiae seleção para o catálogo IBBY México 2017), A Contradição Humana (PrémioAutores SPA/RTP, seleção White Ravens 2011, menção especial do PrémioNacional de Ilustração, Lista de Honra do IBBY e Prémio LER/Booktailors na categoria Melhor Ilustração Original) e O Pintor Debaixo do Lava-loiças, distinguido em 2016 com o Selo Cátedra 10, da UNESCO e com o prémio FNLIJ (FundaçãoNacional do Livro Infantil e Juvenil do Brasil).Em 2012, foi o autor português distinguido com o Prémio da União Europeia para aLiteratura pelo livro A Boneca de Kokoschka, e publicou também Jesus Cristo Bebia Cerveja, que foi distinguido com o Prémio Time Out — Livro do Ano e considerado o Melhor Livro do Ano segundo os leitores do jornal Público. Publicou, ainda, Enciclopédia da Estória Universal: Recolha de Alexandria, que foi galardoado com o prémio LER/Booktailors na categoria de Melhor Design de Capa — Literatura, 2013. Só em 2013, Afonso Cruz publicou Enciclopédia da Estória Universal: Arquivos de Dresner, O Livro do Ano, O Cultivo de Flores de Plástico e Para onde Vão os Guarda-chuvas (vencedor do Prémio Autores para Melhor Livro de FicçãoNarrativa e finalista do Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores 2013 e do Prémio Literário Fernando Namora 2013). Assim, Mas Sem Ser Assim, livro infantojuvenil ilustrado, foi também publicado em 2013, pela Caminho. Afonso Cruz foi o vencedor do Prémio Nacional de Ilustração 2014 pela obra Capital (Pato Lógico, 2014), no mesmo ano em que publicou Enciclopédia da Estória Universal: Mar. Em 2015, publicou Flores, vencedor do Prémio Literário Fernando Namora 2016, A Cruzada das Crianças, Barafunda, Enciclopédia da Estória Universal: As Reencarnações de Pitágoras e Vamos Comprar um Poeta. Em 2016, publicou o seu mais recente romance Nem Todas as Baleias Voam, finalista do Prémio Livro do Ano dos Leitores Bertrand e do Oceanos — Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, e Enciclopédia da Estória Universal: Mil Anos de Esquecimento. O seu mais recente livro é Jalan, Jalan: Uma Leitura do Mundo (2017), editado pela Companhia das Letras. Colabora regularmente com o Jornal de Letras, Notícias Magazine e a revista Estante. Além de escrever, é ilustrador, realizador de filmes de animação e membro da banda The Soaked Lamb.

Ilustração — Jaime Raposo
Nasce em Lisboa em 1981. Formado em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, nos últimos 10 anos tem desenvolvido trabalho de ilustração e desenho para os mais variados clientes, com maior foco na indústria da música (cartazes de concertos, capas de albums, merchandise de bandas). Destaca-se o trabalho gráfico desenvolvido para clientes como o Reverence Festival, o clube Sabotage, a marca de pedais de guitarra Walrus, a loja de música Store DJ/ Brisbane, e cartazes para bandas como Queens of the Stone Age, Wooden Shjips , A Place to Bury Strangers e Psychic TV.
Na area do cinema, destaca-se o design de cartazes para filmes como o Doglegs (Heath Cozens), Auditorium 6 (Chris Stuckmann), e o The Killers Requiem (Brian Mclane).
Para além de publicações de autor centradas na ilustração e desenho, é de realçar também as contribuições de ilustrações para a publicação literária Flanzine, e a obra Liber Omnia de Mark Reinholz .
www.jaimeraposo.com