MISSÃO

O espaço Carmo’81 é a sede da Acrítica, CRL.
Pretendemos que este espaço seja um ‘braço armado’ daquela cooperativa, no melhor sentido da expressão, assumindo-se como um instrumento de intervenção na vida cultural de Viseu e não só. É um espaço versátil e metamórfico, mas com uma identidade forte e consistente. Entre outras, acontecem: Concertos, Exposições, Performances, Instalações, Sessões de Cinema, Livraria, Workshops, Masterclasses, Apresentações, Conferências, Tertúlias, Ciclos.

O objeto social da atividade da Acrítica é a valorização e divulgação do património sociocultural e reestruturação do tecido social e demográfico. Queremos promover e valorizar a produção artística e a criação de públicos através da intervenção no meio cultural local e nacional.

Além disso, a Acrítica, CRL, visa, em termos latos, alcançar os seguintes objectivos: privilegiar a memória imaterial e a valorização das potencialidades humanas; participar activamente na dinamização do tecido cultural; implementar serviços de qualidade; contribuir para a criação de emprego e sua sustentabilidade.

Tais objectivos podem vir a ser concretizados através de iniciativas como: criação e promoção de eventos; formações e workshops; animação sociocultural; residências e intercâmbios; intervenção social; desenvolvimento local e comunitário; prestação de serviços; outros.

HISTÓRIA

A Acrítica, Cooperativa de Responsabilidade Limitada (CRL), é uma cooperativa cultural com sede social no espaço Carmo 81, na Rua do Carmo nº81, 3500-096, Viseu.

O nome Acrítica surge em 2014 como subversão da grafia e significado da palavra. A designação pretende desafiar uma Sociedade que nos quer acríticos. A inversão da primeira vogal fundamenta a nossa intenção: fomentar o espirito critico através da produção cultural.

A Acrítica é regida pelo código cooperativo, pelos estatutos, pelo regulamento interno e demais legislação aplicável. A cooperativa é multisectorial, optando pelo ramo cultural para efeitos de integração em cooperativas de grau superior

Durante cerca de oito meses foram realizadas várias obras de intervenção no espaço Carmo 81. A 7 de agosto de 2015 é inagurado o Carmo 81, abrindo as suas portas ao público.

As áreas de intervenção da Acrítica são no âmbito do cinema, arte urbana, artes plásticas, artes performativas, fotografia, ilustração, design, artes tradicionais, música, literatura, entre outras.