/  

Hernán Merlo Quarteto (Argentina/Portugal) Hernán Merlo é um conceituado e célebre contrabaixista/compositor de jazz argentino, que estará de passagem por Portugal para dois concertos únicos. Aluno em tempos, de Charlie Haden e Mark Helias, acompanhou grande nomes do jazz, entre eles: Dave Kikoski, Joe Pass, Barry Altschul, Chris Cheek, Conrad Herwig, Ingrid Jensen, entre outros Para interpretar os seus temas, fará acompanhar-se

Sunflowers & Solar Corona Entrada 5€ Reservas por mensagem privada no Facebook SUNFLOWERS Dito pelos próprios “Somos uma banda rock e tocamos música rock para pessoas que gostam de ouvir música rock e assistir a concertos de música rock. Mais info sobre nós, vão ao Google.” Os SUNFLOWERS voltam às edições com “Castle Spell”, o seu muito aguardado segundo álbum. Para comemorar o anúncio,

THE SELVA é um grupo de improvisação livre com Ricardo Jacinto e Gonçalo Almeida no violoncelo e contrabaixo e Nuno Morão na bateria. Formados em 2016, a sua música explora as intersecções entre os amplos espectro musicais dos seus membros, propondo uma síntese baseada numa construção narrativa ao vivo que incorpora estas abordagens multi-idiomáticas. Ricardo Jacinto: violoncelo Gonçalo Almeida: contrabaixo Nuno Morão: bateria https://cleanfeed-records.com/product/the-selva/ No

CONCERTOS 22h – Whales 23h – 10000 Russos 00h – Throes + The Shine BILHETEIRA | 3€ inclui 2 imperiais Super Bock | | bilhetes disponíveis no próprio dia à porta | | lotação limitada à capacidade da sala | Super Bock apresenta: Circuito Super Nova – Carmo 81 Descobrir uma supernova é uma raridade, e o seu brilho é superior a 100 mil milhões de estrelas da galáxia. Depois

Adoria Sabar é um grupo composto por Leonardo Outeiro na guitarra, Guilherme Melo na bateria e Ricardo Marques no contrabaixo. Esta primeira onda de concertos conta com um reportório organizado, composto e arranjado pelo guitarrista. Este explora as suas influências provenientes da música improvisada, música erudita e a sua vertente na música para cinema. Para o concerto no Carmo81 o grupo

LUÍS SEVERO Foram vários os anos a que se dedicou ao projecto Cão da Morte. Canções sombrias onde se refugiou desde os 16 anos a aprimorar a escrita e a composição. Depois de várias edições, em jeito de purga, decidiu asumir-se em nome próprio como Luís Severo. ‘Cara D’Anjo’ trouxe-o com uma voz mais distinta. As canções surgiram mais extrovertidas reflexo

TRIPARPIR é um trio eléctrico que percorre as correntes do jazz, do funk e do soul. Constituído por 3 músicos de 3 gerações diferentes que há muito colaboram juntos, o grupo estreia neste concerto, no Carmo 81, um novo projecto. Para esta noite, propõem-se a visitar a música de intérpretes e bandas pelas quais cultivam o gosto comum. Robert Glasper, Snarky Puppy,

De Brighton para Viseu: TIME FOR T Time For T foram fundados em Brighton por Tiago Saga, um jovem de herança britânica, libanesa e espanhola que cresceu no Algarve. De murmúrios a gritos melódicos, de voz rasgada e de guitarradas dedilhadas por ritmos tropicais, a banda apresenta uma sonoridade única e bem definida capaz de produzir diferentes emoções. “Hoping Something Anything” é

Tattooed Life, o segundo álbum dos Volcano Skin, aprofunda os trilhos iniciados pela banda no seu EP de estreia e, em simultâneo, aventura-se por novos caminhos. O que encontramos, então, em Tattooed Life? Instrumentos reais e loops, instrumentos clássicos do rock ‘n’ rol e instrumentos que lhe são exteriores, rock-punk-pós-qualquer coisa para o século XXI, letras em Inglês e Português: deambulações,

NERVE Lobo solitário, poeta maldito, rapper de culto, autor de diversos projectos incluindo os aclamados álbuns “TRABALHO & CONHAQUE” e “EU NÃO DAS PALAVRAS TROCO A ORDEM”, Tiago “NERVE” Gonçalves apresenta em 2018 o EP “AUTO-SABOTAGEM”. Ao vivo, munido de instrumentais de baixos pesados e batidas sujas, múltiplos processadores de efeitos para voz e algumas das mais impressionantes letras de rap